top of page

Voluntariado na Austrália: como funciona e como se aproveitar desse recurso?

Incrementar o currículo e aumentar o network são algumas das vantagens em fazer um trabalho voluntário. Quer saber mais?

Ajudar uma causa, organização ou pessoas sempre será o objetivo número um ao realizar um voluntariado. Mas, para quem vem de outro país, esse pode ser um meio de se relacionar com a população local, conhecer a cultura regional, aprender inglês, desenvolver novas habilidades e aumentar as chances de conquistar um primeiro emprego, ou ingressar na área de formação.


Para Joana Camargo, hoje cidadã australiana, o trabalho voluntário foi o meio de incrementar o currículo de jornalista, enquanto buscava a primeira oportunidade de atuar na área de comunicação na cidade onde mora atualmente, Adelaide (SA).


De nacionalidade brasileira, ela havia concluído a graduação de jornalismo na Austrália, mas passou por outros trabalhos antes de decidir dar continuidade à carreira. Em maio de 2017, Joana entrou, então, para a sua primeira experiência, sem receber salário.


“Eu fiquei sabendo que a empresa precisava de um voluntário para ajudar com as notícias da tarde. No começo, eu só escrevia as matérias e o radialista lia no programa. Depois de uns meses, comecei a praticar e a falar de acordo com os requisitos da rádio, de uma maneira formal. Como a emissora era local, somente notícias da região faziam parte do escopo. Eu checava os e-mails para ver se havia algo relevante para eles. O público é mais velho e religioso e eu aprendi a adaptar para a linguagem deles”, explica.


Embora tenha encontrado um trabalho remunerado na área meses depois, ela escolheu dar sequência ao programa de voluntariado.


“O voluntariado lá foi muito importante para eu entrar no mercado de trabalho, pois estava escrevendo e me envolvendo com o jornalismo depois de anos fora do campo. Após conseguir um trabalho, fiquei na rádio, pois adoro o que faço e, ainda, posso ajudar a comunidade. Praticamente 80% do pessoal ali é voluntário. Então, sei que a minha contribuição vale um monte”, acrescenta.


As vantagens do voluntariado para o desenvolvimento pessoal


De acordo com informações do site Go Volunteer, uma iniciativa do Volunteering Australia, mais de 6 milhões de australianos dedicam parte do próprio tempo a algum tipo de atividade voluntária anualmente. A motivação muda entre as pessoas. Fazer amigos, tentar algo diferente ou encontrar novas aptidões são algumas delas. Para a organização, esse é um caminho de mão dupla. Há doação por parte do voluntário, mas também existem ganhos.


Segundo a instituição, há duas formas de escolher um trabalho voluntário. Uma é encontrar uma causa ou organização com a qual se tenha afinidade. A outra é escolher uma função para adquirir ou colocar em práticas certas capacidades pessoais e profissionais.


Em algumas cidades do país, por exemplo, existe a oportunidade de se trabalhar em lanchonetes de hospitais ou igrejas. Lá, o voluntário tem a chance de aprender a fazer café, servir mesas, usar a caixa registradora e até a gerenciar um negócio. Para quem vem de fora e não ainda não possui tais habilidades para incluir no CV, essa é uma maneira de se preparar para procurar emprego em restaurantes, cafeterias, bares e hotéis.


Vale como experiência


Um dos maiores sites de empregos da Austrália, o SEEK realizou uma pesquisa e constatou que 95% dos empregadores australianos concordam com o fato de o voluntariado ser um caminho confiável para ganhar experiência real de trabalho. Se ainda for relevante para o cargo e a área de atuação, 85% deles consideram que a credibilidade da ocupação voluntária é a mesma de um cargo remunerado e para 92% é vantajosa na hora das entrevistas.


Os especialistas do portal encorajam pessoas a destacar vivências como voluntário no currículo, especialmente se o candidato estiver à procura do primeiro emprego ou queira seguir em uma nova carreira. Joana também sugere o voluntariado para quem precisa incrementar o CV.


“Se indicaria? Com certeza! É muito importante ter contato para poder manter o aprendizado e desenvolver habilidades. É uma porta para entrar no mercado, pois poderá usar colegas do trabalho voluntário como referência, sem contar a experiência. Todos os lugares onde voluntariei, eu busquei mandando e-mail e currículo. É ligar e perguntar se precisam”, completa.


Onde encontrar um voluntariado?


Além de pesquisar sobre locais onde gostaria de dedicar um tempo como voluntário, existem vários websites na Austrália para se candidatar a uma atividade não remunerada. Go volunteer, SEEK volunteer, Volunteering Australia e Workaway são alguns deles.


A dica do portal Govolunteer é refletir sobre a motivação para seguir com um voluntariado antes de se comprometer. Estar certo sobre quantas horas têm para se dedicar e o que espera tirar da vivência ajudam a encontrar algo que será satisfatório.


Já trabalhou como voluntário na Austrália? Conta para gente como foi a experiência nos comentários. ;)

Commentaires


bottom of page